Paolo x Paulo: peruano do Fla revê homem que o levou à seleção; técnico do Furacão é freguês

Hoje referência no futebol do Peru, Guerrero também precisou daquela primeira chance em sua seleção principal. Quando tinha 20 anos, a oportunidade veio graças a Paulo Autuori – atual técnico do Atlético-PR. Quase treze anos depois daquele ”voto de confiança” e de iniciar sua trajetória representando o país, o atacante volta a ser um perigo para o time de Autuori, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, pela Libertadores. O jogo será às 21h45 e é válido pelo Grupo 4 do torneio.

– Conheço bem o Guerrero. É um grande jogador, desde cedo mostrou isso. Naquele momento, convoquei porque era o que tinha que fazer – disse Autuori, nesta terça.

Em outubro de 2004, a primeira convocação de Guerrero foi para jogos válidos pelas eliminatórias da Copa de 2006, diante de Bolívia e Paraguai. Aos 20 anos, o atacante não tinha muito status e boa parte da opinião pública do país desconfiou da escolha de Autuori. Ele estava atuando pelo time B do Bayern de Munique, da Alemanha. Hoje, o atacante é o maior artilheiro da história da seleção peruana, com 31 gols.

DEIXE UMA RESPOSTA

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY